As feministas de plantão que me desculpem, mas existem diferenças sim, entre homens e mulheres quando se trata de exercícios. E essas diferenças são responsáveis por alguns erros das mulheres na academia, que são relativamente frequentes e fazem diferença no resultado e no desempenho.

Preparei uma lista com xx erros que as mulheres cometem na academia e como evitá-los. Veja abaixo se você comete algum deles.

erros das mulheres na academia

Principais erros das mulheres na academia

Leia também: Qual o melhor exercício na menopausa

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal do Youtube!

1- Pegar pouco peso

É bem comum ver mulheres se exercitando com cargas baixas na academia, principalmente nos exercícios para os braços, pois não querem ficar musculosas. Isso é mito!
Músculos femininos não se desenvolvem como os masculinos, pois faltam hormônios para que isso aconteça. Portanto nada de ter medo de ficar musculosa, pois isso não vai acontecer.
Além disso é importante que as mulheres usem cargas altas nos seus treinos, pela própria necessidade diária de ter braços fortes. Pense quanto pesa uma criança carregada no colo, uma bolsa do trabalho ou as sacolas do mercado.

2- Fazer exercício para reduzir a cintura

Exercícios para reduzir a cintura fazem parte do repertório dos exercícios pedidos por muitas mulheres. Esse é mais um mito. Não existem exercícios para reduzir a cintura, assim como não existe exercício para reduzir nenhuma parte do corpo especificamente.

A gordura não é mobilizada e queimada em um local específico mediante a execução de exercício localizado. A queima de gordura acontece de forma geral, o que determina onde acontecerá a maior perda é a genética. Portanto esqueça os exercícios para diminuir a cintura e coloque seu foco naquilo que irá trazer resultados.

3- Fazer exercício para diminuir a barriga

Vale a mesma lógica explicada acima.
Não existem exercícios para diminuir a barriga, assim como não existe exercício para reduzir a cintura ou outra parte do corpo especificamente. Se está precisando emagrecer opte pelos exercícios aeróbios de intensidade moderada ou pelos exercícios intervalados de alta intensidade, conforme a sua condição física.

4- Não trocar de treino

Ter apego não é bom para nada nessa vida e para o treino também não! Nosso corpo tem a incrível capacidade de se adaptar e na verdade é a busca por essa adaptação que faz com que tenhamos resultados.

Por isso é importante que de tempos em tempos nosso treino seja modificado. A mudança de treino causa uma espécie de desequilíbrio e quando nosso corpo busca equilibrar-se novamente, os ganhos acontecem. Chamamos de “ganhos”, ganhar mais massa muscular, melhorar a flexibilidade, emagrecer etc.

5- Superestimar a queima de calorias

Cuidado com a propaganda enganosa! Aula disso queima 600 Kcal, aula daquilo queima 800 Kcal. O gasto calórico varia conforme o indivíduo, depende da idade, do sexo, do peso e principalmente da intensidade (empenho com que se faz o exercício). Portanto não dá para generalizar.

Existem várias formas de calcular o gasto calórico no post Calcule seu gasto calórico – parte II explico uma forma, que embora não seja precisa, é melhor do que se pautar pelo que vê escrito por aí.

6- Segurar a esteira para se exercitar

Segurar na esteira para se exercitar é um dos erros das mulheres na academia. Eu sei que pessoas que não estão habituadas a usar a esteira, podem estranhar no início e ter a impressão que vão cair. Pessoas idosas ou com problemas de equilíbrio também, mas se esse não é seu caso, solte as mãos das esteira!

Caminhar na esteira com os braços soltos, além de queimar mais calorias, ajuda a manter o exercício mais próximo do movimento real, que fazemos quando caminhamos ou corremos.

Fazer o exercício na segurando na esteira pode, ainda, favorecer lesões, uma vez que iremos assumir uma postura que não é natural para fazer o movimento.

7- Traçar metas inatingíveis

Colocar uma meta de perda de muito peso em curto espaço de tempo, está entre os principais erros das mulheres na academia.

Além de não ser saudável, a recuperação do peso perdido, quando isso acontece muito rápido, é maior do que quando a perda de peso é gradual. O ideal é até 500g por semana, o que dá cerca de 4kg por mês.

Você não vai querer engordar de novo, vai?

8- Cortar carboidratos da alimentação

Carboidrato engorda. Essa é uma meia verdade.

Carboidratos em excesso são metabolizados e transformados em gordura, mas eliminá-los da alimentação sem critério pode prejudicar a queima da própria gordura. É isso mesmo que você acabou de ler!

Retirar o carboidrato completamente causa uma queda no metabolismo que prejudica a mobilização da gordura. Dê preferência pelos carboidratos complexos, perto da hora do treino. Como não é algo tão simples de controlar, o ideal é buscar a ajuda de um nutricionista que irá montar uma dieta adequada para as suas necessidades.

9- Seguir conselho da colega

Fazer o que a colega faz ou o que a blogueira fitness falou que é bom é também é um dos erros das mulheres na academia.

O que funciona para uma pessoas, pode não funcionar para outra. Exercício feito sem orientação além dá chance de não trazer resultados, pode causar lesões.

Se achou um exercício interessante é quer tentar fazer, converse antes com o profissional de educação física, registrado no CREF e certifique-se que o exercício é adequado para você. A boa orientação faz a diferença.