Portal Fique Informa

vergonha de ir à academia. O que fazer?

Recebo muitos comentários de pessoas que me contam que têm vergonha de ir à academia. Sentem vontade, sabem que precisam, mas também ficam envergonhadas. Eu poderia dizer apenas para que deixassem a vergonha de lado, poderia dizer apenas que é uma grande bobagem pensar assim, mas olhei de verdade para o assunto e decidi trazer soluções.

São muitos os motivos que levam as pessoas a ter vergonha de ir à academia. Algumas têm, inclusive, mais de um motivo. A boa notícia é que para todos eles existe solução! Sua vergonha, na verdade é medo e entender isso é o primeiro passo.

Dicas para quem tem vergonha de ir à academia

Clique aqui e inscreva-se no nosso canal do Youtube!
Leia também: Primeira vez na academia – o que fazer

1- Medo de ser julgado

Todo mundo, sem exceção tem medo de ser julgado. E não estou falando do ambiente academia, estou falando de maneira geral. Temos medo de sermos julgados o tempo todo, em diversas situações. Esse medo vem do fato que julgamos o tempo todo, também!

Você pode achar que não, que é uma pessoa que não julga as outras, mas faz isso, sim! Faz nos mínimos detalhes e dá outro nome para esse julgamento. Por exemplo, quando você fala/pensa roupa bonita, cabelo bonito, tênis legal ou qualquer outra coisa que dê adjetivos, já julgou. É assim que funciona a mente humana.

A questão aqui é: como não se sentir julgado quando o outro olha pra você e pensa/diz coisas?

Você já sabe que as pessoas vão julgar, isso tem relação com o que essas pessoas pensam, tem relação com os valores e significados que elas dão para as coisas, e isso você não consegue mudar. Já o que você sente o significado que você dá para essas mesmas coisas pode ser mudado e aí que entra a virada de chave.

Quando a gente entende que o que as pessoas pensam é só o que pensam, que não significa que esse pensamento é verdade, que têm uma relação com tudo o que essas pessoas viveram e aprenderam, que esses julgamentos tem mais relação com o que pensam delas do que com o que você é, o medo de ser julgado vai desaparecendo.

Mas tem outra questão… O quanto você se julga?

E as próximas dicas são para te ajudar, na prática, a resolver isso.

2- Medo de repararem no meu corpo (vergonha do corpo)

Sou gordo demais, sou magro, demais, sou fraco demais. Minha perna é torta, minha bunda é caída, meu braço é fino. Poderia escrever um texto só com adjetivos que as pessoas dão para o próprio corpo (lembra do julgamento?).

Tudo bem querer melhorar, muitas vezes buscamos a academia para isso. Mas pare de falar mal de você!!!

Encare como questões que serão resolvidas não coloque na casinha dos problemas! E entenda que TODAS as outras pessoas, até a menina mais bonita e o cara mais forte, têm questões relacionadas com o corpo!

Agora é o momento que você deve estar pensando: ah, mas não dá para comparar o corpo daquela menina com o meu!

E não dá mesmo! Não é uma questão de comparar, é de entender que as sensações de insatisfação que você sente em relação ao seu corpo, são as mesmas que essa pessoa sente em relação ao corpo dela. SENSAÇÃO! É é na sensação que precisamos mexer.

Essa vergonha do corpo a gente resolve usando a roupa certa. Uma roupa que disfarce os pontos que te incomodam, pode diminuir essa sensação. Pense em cores, estampas, tamanho e ajuste.

Lembre-se que na academia você irá se movimentar, deitar sentar. Cuide para que seja uma roupa que te traga conforto nos movimento que não fique caindo, que não fique levantando. Essas roupas não precisam ser novas, precisam ser adequadas pra você!

3- Medo de não conseguir fazer os exercícios (vergonha de fazer errado)

Ninguém nasce sabendo! A gente aprende no decorrer dos anos a fazer tudo o que sabemos executar hoje. Na academia não será diferente. Então, novamente, pare de falar mal de você!

Se te falta força, coordenação flexibilidade para fazer um exercício vou te contar uma coisa: isso já aconteceu com todo mundo que está na academia, inclusive com o professor!

O que você precisa fazer é conversar com o professor! Ele está ali para te ajudar, ele estudou pra isso! Se tem uma pessoa para quem você pode admitir que não sabe, qualquer coisa, é o professor. E se ele te ensinar e no dia seguinte você esquecer, pergunte de novo. Pergunte quantas vezes for preciso até aprender.

Se for uma aula coletiva, chegue uns minutos antes e fale com o professor. Pergunte se é uma aula adequada pra você, explique que você não tem experiência. Peça ajuda!

4- Nem toda academia é igual

Minha última dica tem relação ao que você pensa sobre academia. Lembra que falei que julgamos o tempo todo? A sua vergonha de ir à academia tem relação com o que você pensa sobre academia. Tem relação com uma ideia que você tem de academia, na sua cabeça. mas essa ideia não é verdadeira!

Essa ideia corresponde apenas à um conjunto de imagens que você formou na sua cabeça sobre academia e eu digo isso pois existem muitos modelos de academias, tanto no formato das atividades que oferecem, quanto no tipo de atendimento. Existem academias específicas para uma atividade, assim como tem aquelas que oferecem diversas. Têm academias que são mais familiares, têm as academias da galera. Têm as que são especializadas em pessoas com problemas de saúde. Têm as que oferecem um professor a cada 4 ou 5 alunos, têm as que oferecem um professor a cada 100 alunos.

Minha recomendação é experimente!

Visite várias academia, visite no horário que você pretende frequentar. Escolha aquelas em que você se sentiu mais confortável, peça para fazer uma aula teste. A maioria das academia oferece essa possibilidade, é só pedir. Algumas dão passe livre de até uma semana. Teste, antes de decidir!

Se você tem vergonha de ir à academia, por outro motivo, me conta nos comentários para eu poder te ajudar!

Se preferir, fiz um vídeo sobre o assunto!

Sair da versão mobile