Portal Fique Informa

Treinamento com correntes: entenda como funciona

Recentemente participei de uma palestra onde foi apresentado como estratégia de treino o treinamento com correntes. Apesar de não ser uma estratégia nova, confesso que nunca havia ouvido falar. Como ela é bastante usada por fisioculturistas, não era de se espantar, pois não tenho contato com esse público. Na semana passada, me surpreendi quando outros professores, na academia que frequento, ao verem o treinamento com correntes na TV também afirmaram desconhecê-lo. Como a dúvida deles pode ser a de outros leitores, decidi falar um pouco sobre o assunto.

Parece que o treinamento com correntes nasceu na antiga União Soviética, mas não consegui confirmar essa informação com fontes confiáveis. Na verdade o que importa é que o treinamento com correntes  é excelente para quem deseja extrair o máximo resultado no treinamento de força.

 

Durante o arco do movimento, da posição inicial à posição final, nossa força máxima não é constante. A força máxima varia conforme executamos o movimento, isso pode ser percebido em qualquer exercício quando sentimos mais facilidade na execução do movimento em determinados momentos, dentro desse arco. Isso ocorre porque temos dois fatores limitantes o ângulo do movimento e o tipo de ação muscular (concêntrica e exêntrica). Desta forma fica fácil entender que quando fazemos um exercício com carga máxima (entenda aqui carga/força máxima como o máximo para uma determinada quantidade de séries e repetições), na verdade trata-se da carga máxima a ser sustentada no momento mais difícil do exercício, no ângulo de execução menos favorável. O ideal seria que a carga a ser utilizada durante o exercício pudesse variar conforme o ângulo e isso é possível utilizando correntes.

Como funciona o treinamento com correntes

Vou usar o agachamento completo como exemplo.
Um indivíduo consegue agachar até o chão com 50kg e até a metade com 70kg. Se for fazer o agachamento completo terá que optar por usar 50kg, mesmo suportando da metade para cima 20kg a mais. Ao usar as correntes é possível colocar 70 kg (50kg de anilhas + 20 de correntes), conforme o indivíduo for descendo (agachando), as correntes vão apoiando no chão, diminuindo progressivamente a carga, até completar o movimento ficando com apenas o peso das anilhas (ou quase isso), quando estiver perto do chão.

É possível usar a mesma estratégia em diversos exercícios, como supino, levantamento terra e rosca direta. Além da corrente você pode usar elásticos (thera band), não esquecendo que ao ser tensionado ele acumula energia, restituindo em seguida.

Em breve trarei para vocês diversas formas de fixar as correntes.

Sair da versão mobile