Portal Fique Informa

Os benefícios da proteína de soja na nutrição esportiva

Entre os anos de 1999 e 2010, a quantidade de pessoas inscritas em academias de ginástica aumentou em 116% em todo o mundo, de 50 para 128 milhões de praticantes. No Brasil, o número de praticantes chegou a 7,3 milhões de pessoas em 20122. Com esse crescimento, no último ano, o Brasil registrou um incremento de aproximadamente 30% no número de academias, totalizando 23.400 estabelecimentos espalhados por todo o país, segundo dados do IHRSA Latin American Report 20122. Esses números reforçam a tendência por uma vida mais saudável e chamam a atenção do mercado de nutrição esportiva, que vem crescendo significantemente nos últimos anos.

Os números acima demonstram que os principais potenciais consumidores de alimentos que auxiliam na nutrição esportiva e no aumento da massa muscular não são apenas os atletas profissionais, mas uma parcela da população preocupada em manter a forma e um estilo de vida mais saudável. Pesquisas focadas no mercado de nutrição esportiva apontam que este mercado é formado por: 33% dos consumidores são pessoas ocasionalmente ativas, 28% são regularmente ativas, 28% são indivíduos que buscam melhorias no estilo de vida e 11% são atletas profissionais.

Os benefícios da proteína de soja na nutrição esportiva

“Para buscar a melhor performace dos músculos e melhoria no estilo de vida, a alimentação saudável e balanceada desempenha uma função importantíssima. Por isso, muitos atletas complementam as refeições com a ingestão de proteína de alta qualidade e com elevada qualidade nutricional”, revela Tânia Rodrigues, nutricionista e especialista em Fisiologia do Exercício e Nutrição Esportiva.

A proteína de soja é uma proteína de alta qualidade, que pode ser utilizada com eficácia para a manutenção, o restabelecimento e a síntese das proteínas dos músculos esqueléticos em resposta ao treinamento. Além disso, vários estudos mostram que a proteína de soja contribui para o ganho de massa muscular durante e após o treino de resistência em homens e mulheres, proporcionando ao atleta os aminoácidos essenciais necessários para a síntese do novo tecido.

Estudo realizado pela unidade de proteína de soja da DuPont Nutrição & Saúde (antiga Solae), aponta que fontes de proteínas tradicionais ainda são utilizadas pelos consumidores, mas que a procura por proteínas vegetais e combinações de proteínas estão em ascensão. “As proteínas de soja, soro de leite e caseína são proteínas nutricionalmente completas e cada uma proporciona um benefício que contribui para o alcance das metas de treinamento dos atletas. Muitos esportistas consomem combinações proteicas que propiciam as vantagens de diversas proteínas em um só produto”, destaca Tânia.

Uso combinado de proteína de soja e do leite promove síntese proteica no músculo quando consumida após o exercício8
Estudo revela os benefícios que o consumo da combinação de proteínas isoladas de soja, do soro de leite (whey) e do leite (caseína) podem trazer para a performance esportiva, fornecendo vantagens nutritivas importantes quando comparadas com a ingestão de apenas um tipo de proteína, principalmente em relação à recuperação muscular após o treinamento.

“De acordo com um estudo recente, a combinação de proteína de soja-leite (25% de proteína isolada de soja, 25% de proteína isolada do soro de leite e 50% de caseinato) é capaz de estimular o crescimento do músculo a uma intensidade semelhante à da proteína do soro de leite por meio de uma elevação da síntese proteica no músculo e sinalização do crescimento de células do músculo. Além disso, a combinação elevou a janela anabólica, ou seja, o aumento prolongado na taxa de síntese proteica no músculo em descanso, por uma quantidade maior de tempo, comparando com a utilização somente da proteína do soro do leite”, destaca a especialista em Nutrição Esportiva.

A combinação de proteína soja-leite após o exercício é capaz de prolongar o fornecimento de aminoácidos para os músculos e síntese proteica no músculo esquelético humano. Este prolongamento da janela anabólica pode também ser importante para o envelhecimento do músculo. “Combinações proteicas proporcionam um fornecimento de aminoácidos por até cinco horas, o que significa que se o praticante de exercício físico consumir um produto ou shake de proteínas com essa combinação, o efeito prolongado fornecerá aminoácidos essenciais para alimentar seus músculos até a sua próxima refeição”, completa.

Via: Dupont

Sair da versão mobile