Imagine você sentindo dores, às vezes muito fortes, espalhadas pelo corpo todo e que nem sempre você consegue definir. É isso que sente uma pessoa com fibromialgia. O exercício é fundamental no tratamento dessa síndrome que ainda não tem cura. A leitora Elisandra, me enviou um e-mail pedindo exercícios de alongamento para a fibromialgia, como o problema dela é o de muitos (de 1% à 5% da população), optei por fazer o post.

O termo fibromialgia refere-se a uma condição dolorosa generalizada e crônica. É considerada uma síndrome porque engloba uma série de manifestações clínicas como dor, fadiga, indisposição, distúrbios do sono.

Hoje sabe-se que a fibromialgia é uma forma de reumatismo associada à sensibilidade diante de um estímulo doloroso, mas nem sempre foi assim. Houve uma época em que dores generalizadas e queixas mal definidas não eram levadas a sério, muitas vezes eram associadas à problemas emocionais ou considerava-se como uma inflamação muscular.

A fibromialgia não acarreta deformidade física ou outros tipos de sequela, como geralmente ocorre em casos de reumatismo, mas prejudicam muito a qualidade de vida e deve ser levada a sério.

Fatores que favorecem o desenvolvimento da síndrome:

  • Doenças graves
  • Traumas emocionais ou físicos
  • Mudanças hormonais

Alguns sintomas

  • Dor muscular, podendo ser difusa ou acometer algumas regiões, como o pescoço e os ombros e então propagar-se para outras áreas do corpo.
  • Pode ser desde um leve incômodo até uma condição incapacitante.
  • Por vezes há o relato de ardência, dor em pontadas, rigidez, câimbras.
  • Pode variar de acordo com o horário do dia, intensidade dos esforços físicos realizados, condições climáticas, aspectos emocionais e ligados ao padrão do sono.

Problemas Associados

Nem tudo está associados à dores musculares

  • Fadiga intensa (síndrome da Fadiga Crônica),
  • Irritação intestinal (síndrome do cólon irritável),
  • Dor de cabeça (cefaléia),
  • Condições que causam o movimento involuntário das pernas durante o sono
  • Irritabilidade na bexiga
  • Inchaço das mãos e dedos arroxeados em ambientes frios (fenômeno de Raynaud).
  • Alterações de humor
  • Dificuldade de concentração

Diagnóstico

É baseado nas queixas de dor generalizada por um período maior que 3 meses, associada à presença dos pontos dolorosos padronizados.

eft_fibromialagia_pnl_pontosTratamento

  • Exercícios para alongamento e fortalecimento muscular, assim como para condicionamento cardiorrespiratório.
  • Técnicas de relaxamento para prevenir espasmos musculares.
  • Hábitos saudáveis para melhorar a qualidade de vida e reduzir o estresse.
  • Medicações para o controle da dor e dos distúrbios do sono.

Fibromialgia e exercício

Para quem está com dores generalizadas por todo corpo pode ser difícil de se convencer da necessidade de se exercitar, mas a verdade é que a prática de exercícios melhora muito a condição de quem sofre com a fibromialgia. Os exercícios favorecem a mobilidade de grupos musculares que se encontram em contração prolongada, promovem o alongamento de tendões, melhoram o equilíbrio durante a marcha, além dos benefícios esperados para qualquer pessoa.

Apesar da alta recomendação em se exercitar não é tudo que pode ser feito. O indicado são exercícios leves, progressivos, em pequena quantidade, mas que sejam realizados diariamente, de modo criterioso, regular e obedecendo a uma seqüência programada de forma personalizada, preferencialmente no período da manhã.

O programa deve conter exercícios aeróbios, de fortalecimento muscular e de alongamento, que poderia ser traduzido por caminhada na esteira, musculação leve e aula de alongamento, ou ainda caminhada na esteira e aula de pilates. O ideal é procurar um Personal Trainer que poderá montar um programa personalizado, se isso não for possível, converse com o professor da academia que você frequenta, explique sua condição e use seu bom senso na hora de se exercitar, se ainda assim está fora da sua realidade frequentar uma academia, neste blog você ira encontrar alguns exercícios que poderá fazer.

Minha sugestão de treino para ser feito em casa

Caminhada na rua: Inicie com 15 minutos, caminhando lentamente e vá aumentando até atingir, com conforto 30 minutos. Passada essa fase tente fazer um percurso um pouco maior no mesmo tempo.

Exercícios de resistência: Clique aqui para ver os exercícios com Rubber Band comece com uma série com 8 ~ 10 repetições, aumente para 2 séries após aproximadamente 4 semanas e 3 séries após mais 4 semanas.

Exercícios de alongamento: Clique aqui para ver exercícios de alongamento básicos permaneça 20 segundos em cada posição. Se movimente lentamente e respire profundamente.

Fonte: Fibromialgia