Transformar gordura em músculo é o desejo de muitos que buscam as academias. Esta semana mesmo ouvi um diálogo entre um professor, meu colega, e um aluno que me motivou a escrever este texto.

Professor: – Oi, como posso ajudá-lo?

Aluno: – Oi, professor! Eu quero ficar com o corpo legal, quero transformar essas gorduras em músculo!

Professor: – Ah! Então você é alquimista?

O professor está certo só com alquimia, antiga tradição que dentre outras cosias prometia transformar metais inferiores em ouro, seria possível transformar gordura em músculo.

Transformar gordura em músculo é apenas uma força de expressão, fisiologicamente isso é impossível, mas largamente divulgado pelos meios de comunicação a tornou-se verdadeira no imaginário dos alunos.

A brincadeira feita pelo professor serve para quebrar o gelo e explicar que gordura não pode se transformar em músculo, são tecidos diferentes, formados por células diferentes.

tecidosadiposoemuscular

Claro que nós entendemos o que o aluno quer dizer com o “transformar gordura em músculo”, emagrecer e ganhar massa muscular, mas precisamos esclarecer que tratam-se de dois eventos diferentes que eventualmente podem acontecer ao mesmo tempo e não um evento só.

Se não somos alquimistas, como ter o corpo que desejamos?

Exercícios tem vocação, há aqueles vocacionados para a perda de gordura, para emagrecer e há aqueles vocacionados para o aumento da massa muscular, para modelar o corpo.

Exercícios que emagrecem

Os exercícios vocacionados para a perda de gordura são classificados como aeróbios. Aeróbia é toda atividade que utiliza, predominantemente, o oxigênio para pruduzir energia. A principal característica deste tipo de exercício é a intensidade baixa ou moderada e a duração longa (longo prazo). Costuma-se dizer que atividade aeróbia é aquela que fazemos por pelo menos 30 minutos, mas esse valor pode variar de pessoa para pessoa. A atividade é considerada aeróbia enquanto a captação de oxigênio permanecer relativamente estável. São exemplo de atividades aeróbias:

  • Caminhar
  • Correr
  • Nadar
  • Pedalar
  • Pular corda
  • Aulas de jump, step, ritmos.

Durante a atividade aeróbia os lipídeos irão contribuir para suprir as necessidades energéticas do músculo, portanto é a atividade mais indicada para a diminuição da gordura corporal.

A maneira mais prática para sabermos se a captação de oxigênio está estável é através da frequência cardíaca. Utilizando um monitor cardíaco, você irá perceber que no início da atividade sua frequência cardíaca irá subir e que a partir de um determinado momento irá se manter estável (em atividades leves e moderadas), enquanto ela continuar nesse patamar, estável, você estará utilizando lipídeo (gordura), como principal substrato energético e portanto suas chances de emagrecer serão maiores.

Para saber mais sobre exercícios aeróbios e anaeróbios leia: Tipos de exercícios: aeróbios e anaeróbios

Exercícios que modelam

Exercícios vocacionados para modelar o corpo são os localizados, feitos contra resistência. Neste tipo de exercício a resistência pode ser dada pelo próprio peso corporal ou com a utilização de implementos que podem ser elásticos, pesos  livres (halteres, barras, caneleiras) ou máquinas e o movimento geralmente é segmentado. São exemplos de atividades resistidas:

  • Musculação
  • Aulas de: localizada, GAP, abdominais,
  • Pilates
  • Treinamento funcional

Qual será o resultado se optar por um dos dois tipos de exercício?

Optando apenas pelos exercícios aeróbios, é provável que emagreça e que consiga um pequeno desenvolvimento muscular nos segmentos utilizados no exercício. Por exemplo quem corre, fortalece um pouco os músculos das pernas. Por outro lado aumentam os riscos de lesão, pela fata de preparo muscular e sobrecarga das articulações, além da fraqueza muscular e aspecto de flacidez nos segmentos não utilizados.

Optando apenas pelo exercícios localizados, conseguirá melhorar a força e terá o aumento da massa muscular nos segmentos trabalhados, mas nem sempre o resultado será visível, em função da gordura localizada. Com esse tipo de exercício é possível emagrecer, mas o resultado será muito mais lento do que com os exercícios aeróbios.

A importância da alimentação

Nesse processo de eliminar gordura e ganhar massa muscular, manter uma alimentação saudável e equilibrada é fundamental. Os alimentos fornecem energia para a construção de um corpo bonito e saudável. Ao contrário do que a maioria imagina o consumo de carboidratos ajuda na queima da gordura e no aumento da massa muscular. Portanto fazer dietas malucas pode atrasar ou prejudicar seu objetivo. Da mesma forma que é preciso buscar ajuda de um profissional de Educação Física para montar um programa de treinamento adequado é fundamental consultar um nutricionista para adequar a sua dieta aos exercícios que está fazendo.

O ideal é combinar

A combinação dos exercícios aeróbios com o localizados somados à uma boa alimentação é 0 ideal para conseguir o resultado almejado pelos alquimistas! Exercícios aeróbios irão queimar a gordura, enquanto os localizados irão tornear os músculos e a alimentação adequada irá garantir que tudo funcione como o esperado. Cada qual agindo nos tecidos específicos e não transformando um em outro. Não esqueça também dos exercícios de alongamento para complementar seu programa de treinamento.