Pages Navigation Menu

Exercício, nutrição, saúde e qualidade de vida. Gestão de carreira e Academia.

Quem pode usar sibutramina

Esta semana a ANVISA decidiu manter a venda de medicamentos emagrecedores a base de sibutramina. Em 2011 a venda da sibutramina foi colocada em cheque após um estudo (Scout) que levou o medicamento a ser banido em diversos países. No Brasil as regras para a prescrição ficaram mais rígidas e após muita discussão, a venda do medicamento será mantida pelos próximos dois anos.

sibutramina

O que é sibutramina

A sibutramina ou cloridrato de sibutramina, foi desenvolvida como um medicamento antidepressivo e passou a ser usada no tratamento da obesidade em função da sua eficácia. É um medicamento que age no hipotálamo, região do cérebro que regula a fome e a saciedade.

A sibutramina tem efeito sacietógeno, ou seja o pouco que você come já se sente satisfeito, o que leva a uma menor ingestão calórica, além disso a sibutramina acelera o metabolismo contribuindo para o aumento do gasto calórico, o resultado disso é o emagrecimento.

Tudo de bom, né?! Mas , não é bem assim. Não existe mágica e a sibutramina tem diversos efeitos colaterais e não pode ser tomado por qualquer pessoa.

Indicações, contra-indicações e efeitos colaterais

Nenhum medicamento no mundo é isento de efeitos colaterais. O que existem são pessoas que não sofrem com os efeitos colaterais de determinados medicamentos, mas só dá para descobrir isso, depois de usar.

Os efeitos colaterais, os mais comuns são:

  • Boca seca;
  • Náusea;
  • Gosto estranho na boca;
  • Estômago irritado;
  • Constipação;
  • Insônia ou sonolência;
  • Tontura;
  • Dores menstruais, de cabeça e/ou articulações;
  • Elevação da pressão sanguínea.

A sibutramina é indicada para o tratamento da obesidade nos casos onde o exercício associado à dieta não foram suficientes para alcançar o objetivo e quem vai decidir se existe a necessidade de usar o remédio é o médico. Por exemplo, existem pessoas que precisam alcançar um determinado peso para poderem iniciar um programa de exercícios realmente efetivo e /ou correm risco de morte por estarem com taxas de colesterol, triglicérides e glicemia alterados e precisam reduzir peso rapidamente.

A sibutramina é contra indicada nos casos de:

  • Bulimia, anorexia e depressão;
  • Tratamentos com outros inibidores ou antidepressivos;
  • Hipertensão arterial e/ou pulmonar;
  • Doenças coronárias;
  • Hipertiroidismo;
  • Mulheres grávidas ou lactantes.

A importância do exercício e reeducação alimentar

É comum o relato de pessoas que usaram sibutramina, emagreceram e após a suspensão do uso voltaram a engordar.

A sibutramina, assim como outros medicamentos para emagrecer, não podem ser usados como tábua da salvação ou solução definitiva. Eles são prescritos em casos bastante específicos, que geralmente envolvem situações de ansiedade e fome exagerada e/ou quando os riscos de saúde relacionados à obesidade superam os riscos de tomar o remédio.

É importante para quem faz tratamento a base de sibutramina, aproveitar a diminuição do apetite e o aumento da disposição para promover mudanças de hábito que devem ser mantidos quando o uso do medicamento for suspenso. Perder peso, emagrecer é fácil, o difícil é manter suas conquistas, por isso deixamos aqui algumas dicas que valem tanto para quem está tomando a sibutramina quanto para quem não precisa tomar.

  • Crie uma rotina para se alimentar e fazer exercícios;
  • Coma porções menores e em espaços menores de tempo;
  • Pense mais na qualidade dos alimentos;
  • Diminua o açúcar e as gorduras;
  • Opte por exercícios que tragam prazer;
  • Comece com 20 minutos de exercício e aumente gradualmente;
  • O exercício também pode ser fracionado;
  • Aumente sua atividade física, se deslocando mais a pé, subindo escadas etc.

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>