Adolescentes podem fazer musculação? A resposta pode ser encontrada nas tardes e início das noites nas academias lotadas deles. Sim! Adolescentes podem fazer musculação!

A princípio, todas as pessoas, de qualquer idade, que não tenham restrição médica para a prática de exercícios, podem fazer musculação. Mesmo indivíduos com alguns problemas de saúde e restrições quanto à execução de determinados movimentos podem praticá-la, pois há controle de movimentos, sobrecarga e quantidade de repetições.

Recebo aqui no Fique Informa muitos comentários de adolescentes e até pré-adolescentes, preocupados com a forma física e o ganho de massa muscular. A maioria treina em casa, sem a orientação de um profissional.

Benefícios da musculação para adolescentes

  • Aumento da resistência muscular
  • Diminuição da incidência de lesões relacionadas ao esporte e às atividades de recreação
  • Melhora performance no esporte
  • Melhora a coordenação motora
  • Melhora o controle postural
  • Aumento da densidade óssea
  • Melhora do condicionamento físico
  • Melhora da composição corporal

Por que o adolescente demora a ganhar massa muscular?

Vai depender da idade, melhor dizendo da maturação. O ganho de massa muscular está diretamente relacionado com a quantidade de hormônios produzido pelo corpo, mais especificamente testosterona e GH (hormônio do crescimento). Logo quanto mais velho for o menino maior será a facilidade em ganhar massa muscular.

É difícil estipular uma idade, a maturação pode variar de um indivíduo para o outro, sendo assim é possível ter dois amigos com a mesma idade mas em fases diferentes de maturação. Essa fases são conhecidas como Escala de Tanner, baseadas em 3 ítens: Pêlos pubianos (P), Mamas (M) e Genitais masculinos (G). Esses itens foram subdivididos em 5 fases. Assim, o estágio 1 indica o estado pré-puberal do desenvolvimento (P-1 ou M-1 ou G-1), o estágio 2 indica o desenvolvimento inicial da cada característica, os estágios 3 e 4 indicam a maturação continuada de cada característica, que são bem mais difíceis de se avaliar, e o estágio 5 (p-5 ou M-5 ou G-5) indica o estado adulto ou maduro. É a partir do estágio 4 que há um aumento significativo na quantidade hormonal e por consequência aumento na estatura e na massa corporal.

Se considerarmos que esse processo pode começar nas meninas entre 8 e 13 anos e nos meninos entre 9 e 14, fica fácil entender por que, alguns adolescentes tem a impressão que o ganho de massa muscular está demorando. E está mesmo! Provavelmente a puberdade chegou mais tarde para ele do que para o amigo, o que é absolutamente normal.

Quais exercícios de musculação o adolescente pode fazer?

De 12 à 14 anos

Nessa fase a musculação pode ser usada como complementação na prática de modalidades esportivas. Ela deve ser introduzida nas aulas de Educação Física Escolar, por se tratar de uma atividade que faz parte da cultura corporal do brasileiro, de qualquer forma outros exercícios devem ser estimulados nessa faixa etária.

Deve haver a preocupação com a possibilidade de deformação óssea uma vez que os ossos ainda são mais moles do que os ossos dos adultos, portanto a sobrecarga utilizada deve ser controlada.

  • Treinos devem ter entre 20 e 30 minutos
  • De 2 a 3 vezes por semana
  • Realizar até 15 repetições por série
  • Não utilizar cargas muito altas antes do estágio 5 da escala de Tanner
  • Priorizar exercícios simples , que trabalhem apenas uma articulação
  • Priorizar os músculos grandes
  • Ensinar o uso correto da sala e dos equipamentos
  • Evitar exercícios que elevem pesos acima da cabeça
  • Ficar atento ao equilíbrio muscular, trabalhar músculos agonistas e antagonistas
  • Não dispensar o alongamento e o aquecimento
  • Respeitar as limitações, principalmente de flexibilidade. Nessa idade os ossos podem crescer mais rápido do que os músculos gerando encurtamento e, muitas vezes, dor.

De 15 à 19 anos

Os treinos ficam mais parecidos com o adulto.

  • Treinos devem ter entre 20 e 40 minutos
  • De 2 a 4 vezes por semana
  • Realizar até 15 repetições por série
  • Não utilizar cargas muito altas, aumentá-las gradativamente (se tiver atingido o estágio 5 da escala de Tanner)
  • Não dispensar o alongamento e o aquecimento

A importância do Professor de Educação Física

O adolescente precisa da orientação profissional para a prática de exercícios e não seria diferente com a musculação. A Educação Física Escolar deve proporcionar aos alunos a vivência em atividades que fazem parte da cultura corporal do brasileiro, para que posteriormente tenha condições de escolher o que irão praticar. Ao terminar sua vida escolar o aluno deve ser capaz de apreciar, usufruir e gerenciar suas atividades físicas.

O Profissional de Educação Física que atua nas academias tem um papel importante na orientação do adolescente, mas enquanto a vida adulta não chega é o Professor de Educação Física Escolar o responsável por ensinar ao aluno a conhecer o funcionamento do seu corpo e a promover a vivência dos movimentos básicos de musculação.